O caminho do meio

Pode parecer jargão, mas aos 50, quem não é retardado, realmente se revê. As prioridades mudam. Não há mais tempo pra se perder e só há uma vida pra se viver. Não é que você vai chutar o balde e começar a ser irresponsável. Mas passamos a lembrar quase todo dia como de fato queremos viver. Pode ser que seu hobby passe a ser mais importante que sua profissão. Pode ser que acabe entendendo que o que quer mesmo fazer já está de fato fazendo. E uma calmaria na alma venha pra ficar. Pode ser que descubra um esporte, uma dança, uma vocação. E pode ser que queira dividir algo que goste de fazer. Eu gosto de contar histórias. Estou começando meu caminho do meio com este blog… com muitas histórias, pra mais de 50…